Pular para o conteúdo

A embreagem eletromagnética do compressor do ar-condicionado não funciona – testes e troca – Parte 3

fevereiro 28, 2021

Para iniciar o funcionamento do compressor do ar-condicionado de um veículo é preciso que os componentes do sistema sejam verificados e dependendo das condições de cada um, o compressor pode funcionar ou não

Controles eletrônicos do compressor – embora muitos dos controles usados em sistemas de ar-condicionado automotivos sejam simples interruptores eletromecânicos ou outros dispositivos, o controle eletrônico está sendo usado como ocorre com os computadores de controle do motor e da carroceria.

O engate da embreagem do compressor pode ser determinado pelo módulo de controle quando condições como temperatura do líquido de arrefecimento do motor, temperatura ambiente, posição do acelerador, carga do motor, etc. são ideais para a operação adequada do sistema.

Os sensores informam essas condições ao módulo de controle eletrônico (ECM), que processa essas informações. Se as condições estiverem corretas, o ECM envia um comando para acoplar a embreagem magnética do compressor. Por outro lado, quando um problema é detectado onde as condições não são ideais, o compressor é desativado pelo ECM. 

Vamos conhecer alguns dos sensores mais comuns que os módulos de controles usam para ajudá-los a tomar decisões sobre a operação da embreagem.

1. Sensores de refrigeração do motor e temperatura ambiente

Esses sensores são termistores, que são resistores cujos valores mudam com a temperatura. Informações sobre o motor frio ou quente, ou em condições de baixa temperatura ambiente geram condições para a embreagem magnética do compressor não completar o acoplamento.

2. Interruptor de aceleração plena

Alguns veículos com motores menores são equipados com um interruptor Wide Open Throttle (WOT). Quando o pedal do acelerador é pressionado até o fundo, esse interruptor abre o circuito elétrico para a embreagem do compressor para desativar temporariamente o compressor. Isso elimina a carga que coloca no motor, pois geralmente se presume que a aceleração plena significa que é mais importante andar rápido naquele momento do que permanecer frio dentro do carro. Quando o acelerador é liberado, a embreagem do compressor reativa o compressor.

3. Sensor de posição do acelerador

O sensor de posição do acelerador informa ao módulo de gerenciamento do motor as condições de demanda do motor. Ele funciona em uma capacidade semelhante à do interruptor do acelerador totalmente aberto.

4. Sensores de pressão absoluta (MAP) e fluxo de ar de massa (MAF)

Estes são sensores de carga do motor, o ECM pode decidir evitar a operação da embreagem em condições de alta carga do motor.

5. Interruptor de pressão da direção hidráulica

Este interruptor é instalado no sistema de direção hidráulica e informa sobre as condições de alta pressão. Alta pressão significa que há uma carga sendo colocada no motor pela bomba da direção hidráulica. O módulo de controle pode decidir desligar temporariamente o compressor para evitar a parada do motor ou pode aumentar a rotação de marcha lenta.

Inspeção da embreagem do compressor

Inspecione a frente do compressor para ver se há óleo, o que pode indicar um vazamento na vedação frontal do compressor. Isso não causa apenas um vazamento de gás refrigerante, mas o óleo pode fazer com que a embreagem do compressor escorregue. 

Conecte os medidores do manifold e certifique-se de que haja gás refrigerante na quantidade necessária no sistema. Dê partida no motor e ligue o ar-condicionado, se a embreagem do compressor não engatar, desligue o motor.

Desconecte o cabo de alimentação da embreagem e aplique 12 volts ao terminal da bobina eletromagnética da embreagem e se a embreagem engatar, verifique a fonte de alimentação da embreagem, incluindo os dispositivos de proteção do sistema e os controles eletrônicos do compressor. No caso de a embreagem não engatar, verifique a conexão de aterramento da embreagem e a resistência da bobina, não estando dentro das especificações, substitua a bobina ou o conjunto da embreagem. 

Substituindo a embreagem do compressor

Tendo sido comprovado que o compressor não está funcionando devido à falta de operação da embreagem, é preciso iniciar o processo de remoção e depois a instalação do componente novo.

A forma da execução deste serviço depende da habilidade do reparador e da localização do compressor, que pode possibilitar a execução do serviço com o compressor no local, mas é recomendável recuperar o gás refrigerante e remover o compressor do veículo.

Vamos iniciar com a possibilidade de fazer este serviço sem a remoção do compressor e em alguns carros, o compressor fica instalado na parte superior do motor, isso ajuda muito, pois o acesso é muito fácil e tem espaço para a utilização de todas as ferramentas necessárias nesta operação de remoção e instalação.

No caso do compressor que é montado na parte de baixo do motor, vai dar um pouco mais de trabalho mesmo utilizando o elevador. Com a roda removida ou apenas virada para permitir mais espaço, o revestimento de plástico do para-lamas deve ser afastado para ter acesso ao tensor que vai liberar a retirada da correia. 

Geralmente a placa de embreagem e o cubo são fixados ao eixo usando um parafuso, então segure a placa de embreagem usando uma ferramenta de fixação do cubo de embreagem apropriada e remova o parafuso.

No cubo tem estrias e é recomendável a utilização de um extrator de cubos, após a remoção da placa da embreagem é possível ter acesso à trava da polia que deve ser removida com o uso de um alicate específico, de bico reto ou curvo. 

Com a trava removida, a polia pode ser retirada e a bobina eletromagnética ficará exposta, mas tem mais uma trava que prende a bobina ao compressor, novamente com o alicate de ponta, retire a trava, desconecte o conector da bobina e assim estará livre para remoção. 

O compressor estará com a frente livre e é possível verificar se há algum vazamento no retentor e mesmo que seja um vazamento mínimo, é recomendável a sua substituição para evitar falhas no compressor como a perda do gás refrigerante, vazamento do lubrificante que pode fazer a embreagem patinar por falta de aderência, tudo isso pode comprometer o funcionamento do compressor e o ar-condicionado ficara com baixa eficiência. 

Já que o acesso ao retentor está livre, a troca pode ser iniciada, mas antes tem que remover o gás refrigerante do sistema. Feito isso, temos que providenciar a remoção de mais uma trava e o alicate de bico vai entrar em ação novamente. 

Agora sem a trava, será necessário o uso de uma ferramenta específica para sacar o retentor. 

Depois da remoção, o eixo deve ficar bem limpo e lubrificado com o óleo específico para ar-condicionado, agora o novo retentor será instalado com o uso de outra ferramenta própria para esta operação. Com o novo retentor instalado e a trava colocada, a sequência de instalação dos componentes da frente do compressor pode continuar.

É importante inspecionar a polia para verificar se o rolamento está bom ou se deve ser substituído. Em alguns compressores, o rolamento e a polia devem ser substituídos como um conjunto.

O primeiro componente a ser instalado é a bobina, lembre-se de colocar os terminais do conector na posição correta, geralmente a bobina tem um encaixe que deixa na posição certa.Evite bater no cubo ou eixo da embreagem, isso pode causar danos nos componentes internos do compressor. Utilizando uma ferramenta de instalação da placa de embreagem, pressione o cubo no eixo, aperte o parafuso com torque adequado. 

Depois que a placa de embreagem e o cubo forem assentados, compare o entreferro entre as superfícies de atrito com as especificações do fabricante.

Como este serviço foi realizado com o compressor no local, basta finalizar com a reinstalação da correia, conferir se o conector da bobina eletromagnética está bem fixado, recarregar o sistema com gás refrigerante e óleo nas quantidades recomendadas pelo fabricante.

No caso deste serviço ser realizado com o compressor fora do veículo, vai ter que reinstalar o compressor e conectar as linhas de pressão e conectores elétricos e para finalizar, verifique o desempenho do sistema. 

From → Uncategorized

Comentários encerrados.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: