Pular para o conteúdo

Troca do sensor de nível do combustível do Citroën Aircross

janeiro 24, 2021

O-Mecanico-ed-268-motor

Conheça o procedimento para a substituição do sensor de nível do combustível do aventureiro urbano da marca francesa

Texto: Edison Ragassi
Fotos: Fernando Lalli

Quando o sensor de nível está com fadiga, o marcador de combustível falha. A peça é de fácil substituição, mas exige que o mecânico siga o procedimento correto, como o demonstrado por Alan Diego, consultor técnico da DS Indústria, especializada na fabricação e desenvolvimento destes componentes. O novo sensor é fabricado com tecnologia de solda a laser, o que, segundo a empresa, diminui o número de componentes e também evita contaminação do combustível na placa.

A substituição foi feita no Citroën Aircross ano 2011, equipado com motor quatro cilindros 1.6 16V Flex que entrega 113 cv (G)/ 110 cv (E) a 5.800 rpm e torque de 15,5 kgfm (E) a 4.500 rpm/ 14,2 kgfm (G) a 4.000 rpm.

Na tampa da embalagem da caixa do produto, o mecânico encontra as informações de aplicação e especificações para testes.

Retirada do módulo

1. Na maioria dos carros, o acesso ao módulo é interno. No caso do Citroën Aircross, está localizado embaixo do banco traseiro. É necessário rebater o banco. O acesso pelo porta-malas facilita o procedimento.

ed-268-motor

2. Levante a proteção. Com o auxílio de uma chave de fenda, retire a tampa. Assim ocorre o acesso ao módulo de combustível. Verifique as condições gerais. Neste carro, há um vazamento de combustível por causa da guarnição desgastada.

ed-268-motor

3. Com auxílio da chave de fenda, solte a trava e retire o conector eletrônico. Em seguida, dê a partida no veículo. Desta forma, o combustível que está no sistema é absorvido pelo motor e baixa a pressão dos conectores das mangueiras.

ed-268-motor

4. Retire os conectores de engate rápido das mangueiras.

ed-268-motor

5. Com a ferramenta especial para a porca do módulo de combustível, desrosqueie a porca-rosca.

ed-268-motor

6. Remova o módulo de combustível. Esvazie o combustível que está no reservatório do módulo. Recoloque a porca-rosca, pois isso evita a deformação da peça e da boca do tanque.

ed-268-motor

7. Com o módulo fora do carro, desconecte o sensor do módulo. Primeiro, solte o conector elétrico na tampa do módulo (7a). Depois, utilize a chave de fenda e solte a trava externa e a interna que está no caneco (7b) e empurre o sensor para baixo (7c).

ed-268-motor
ed-268-motor
ed-268-motor

Montagem

8. Encaixe o novo sensor no módulo.

ed-268-motor

9. Teste com o multímetro a resistência do sensor (a DS informa na embalagem a resistência de cada modelo). No caso do Aircross, com o tanque vazio, a resistência é de 350 Ω e, com o tanque cheio, de 50 Ω. Este teste avalia o sensor.

ed-268-motor

10. Conecte o chicote. Teste na tampa com o multímetro nos dois pinos da esquerda para a direita. A especificação é a mesma do sensor (350 Ω = tanque vazio/ 50 Ω = tanque cheio). Este teste avalia o conjunto sensor + chicote + tampa.

ed-268-motor

11. Antes de recolocar o módulo no tanque, conecte o chicote e confira no painel se ele mostra as medidas de tanque cheio e vazio. Para isso, acione a chave sem dar a partida no motor. Suba a boia manualmente e verifique o marcador. Depois desligue a chave, acione novamente a chave e abaixe a boia. Verifique se o marcador mostra a reserva.

ed-268-motor

12. Na sequência, retire a porca-rosca e coloque a guarnição na boca do tanque. Recoloque o módulo com cuidado, pois, se o tanque estiver cheio, o combustível vaza. O ideal é realizar o procedimento com o menor nível de combustível possível. Note que o posicionamento das travas está indicado na própria tampa do módulo.

ed-268-motor

13. Recoloque a porca-rosca, reconecte as mangueiras e o chicote elétrico. Faça o aperto final com a ferramenta especial para a porca do módulo de combustível.

ed-268-motor

Enviar Comentário

From → Uncategorized

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: