Pular para o conteúdo

HOMEM NÃO SE OFENDE?

novembro 27, 2019

Por mais uso que eu faça de todo o meu arsenal os argumentos com as mulheres, para tentar fazê-las refletirem sobre o comportamento masculino, acho que esse bordão do “Homem não se ofende com nada!” talvez seja aquele com o qual eu tenha menos sucesso. Para minha absoluta surpresa e profundo desencanto é claro. Porque se tem alguma coisa que é certa entre todas essas que eu digo, essa com certeza é a primeira delas.

Antes mesmo de começar a falar no que você imagina que disse ou fez seu jumentinho ficar magoado, dodói, triste, amargurado ou até, sempre segundo a sua intuição “infalível”, tomado por um incontrolável desejo de vingança e por isso não te ligou, sumiu, deu balão, foi morar no Japão ou coisa parecida, gostaria de lhe fazer observar alguns dos comportamentos clássicos dos homens no convívio social com seus pares. Meu amor, você já reparou como os homens se cumprimentam entre eles? “E aí ô viado, tudo beleza?!”“Aí galera, chegou o benga mole!”“Por aonde você anda vacilão, tá sumido porque ô bichona?!”. Todas essas frases carinhosas são invariavelmente seguidas de tabefes de mão aberta não costas do outro que você é capaz de ouvir há dois quarteirões de distância, ou de socos dados com o osso dos dedos no bíceps para machucar mais do que fazer barulho. Já reparou isso?!

Minha filha são uns animais. Eles pelo menos têm consciência disso, quem se ilude de estar tratando com gente é você quando está apaixonada. Você acha realmente que uma besta que se comporta desse jeito com os próprios amigos (!) vai ficar incomodada ao ponto de não querer falar mais com você por algo que você disse?? A não ser que você tenha dado uma de barraqueira e partido pros xingamentos mais chulos no meio de uma DR inconsequente ou colocado a mãe e/ou a filha dele entre os impropérios, as chances dele se ofender com algo que você tenha dito são INEXISTENTES! E olha que mesmo nesses casos, dependendo da “catiguria” do seu espécime, é bem capaz que nem isso tenha sido capaz de arranhar o coração dele.

Eu fico maluco quando ouço relatos de cobertos de angústia e sofrimento de mulheres que passam horas, dias, semanas, meses e até inteiros semestres consumidos pela dúvida do “Será que ele ficou chateado por que eu disse ‘aquilo’ para ele?”, quando ‘aquilo’ é uma coisa absolutamente inócua e sem a menor importância. Kirida, enquanto a sua subjetividade se diverte em flagelar o seu coração, o malandro está tocando a vida rindo à toa, leve como uma pluma, saindo, bebendo e aprontando TODAS com os amigos e se vacilar até com alguma amiga ou conhecida sua. Põe uma coisa pelo amor de Deus nessa sua cabecinha: HOMEM NÃO SE OFENDE COM NADA!

Quando o sujeito percebe que você está lambendo o chão por onde ele passa com sorriso na cara, tamanha a demência provocada pela sua paixão, ele começa imediatamente a racionalizar o próprio comportamento com você usando estratégias para controlar as suas reações. A mais clássica de todas elas é essa do falso aborrecimento. É TUDO CASCATA! Enquanto você se martiriza pensando que ele deu o pinote por algo que você falou, fez ou deixou de fazer, a realidade é bem outra. Ou ele não tá nem aí, tá distraído com milhares de outras coisas por falta absoluta de foco na sua pessoa (coisa inclusive MUITO comum no início dos relacionamentos), ou simplesmente ele está fingindo para te manter na defensiva, manter a sua preocupação em outro assunto enquanto ele pinta e borda com aquilo que você deveria realmente estar se preocupando. Essa de fingir que está “ofendidinho” é a mais tradicional tática de desvio da atenção da qual os homens fazem uso com as mulheres.  Enquanto seu coração se enche de angústia e seu cérebro entra em curto-circuito de conjecturas, o cara vai te controlando como um joystick com a pseudo ofensa. É um troço tão batido, tão manjado e tão simplório que é quase inacreditável que funcione tão bem ainda em pleno século XXI.

O mesmo raciocínio vale para as coisas que você acha que fez e que possam ter motivado o fato dele ter passado 15 dias sem estabelecer nenhum tipo de contato com você. De novo, a não ser que você tenha arremessado sobre ele objetos contundentes como televisão, vaso de porcelana, candelabro ou coisa parecida, que tenha ameaçado o cara com alguma arma branca ou que tenha limpado a conta corrente bancária dele da noite pro dia, pode ter certeza de que não, NADA que você fez foi a causa desse “biquinho” do seu amado. No máximo, ele inventou ou se apegou na sua dúvida de tê-lo magoado para criar um factoide que permitisse a ele dar uma sumida ou esfriada para cuidar “de outras coisas”. E pode ter certeza que essas “outras coisas” invariavelmente usam saias. Só há duas razões que podem um homem ficar ofendido de verdade: você ficar com um amigo dele ou você espalhar que ele é ruim de cama. Fora isso, pode ter certeza, é tudo teatro!

From → Uncategorized

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: